JV FaceLinker

Links de nossos patrocinadores

Login



Pilotagem de motos em curvas PDF Imprimir E-mail
Escrito por João Eurico de Aguiar Lima   
Sáb, 31 de Outubro de 2009 08:02

Qualquer um consegue acelerar uma moto numa reta. Mas a pilotagem de motos tem a ver com curvas. O prazer de pilotar uma motocicleta é menos relacionado a velocidade pura do que com a capacidade de fazer a curva bem feita, de forma perfeita. Moto é curva.

Para quem começa a pilotar, as curvas são um problema. Devo frear ? Quanto devo inclinar ? E se inclinar de mais eu vou cair ? Como saber o limite ?

Essas perguntas não tem uma resposta simples, exceto a primeira. Frear nunca. Na verdade, nunca é muito tempo. Na maioria das vezes não se deve frear em curvas. Embora seja possível, essa técnica de frear em curvas deve ser evitada pelo novato. Obviamente, em situações extremas, o jeito é  frear mesmo. Mas isso nós veremos mais adiante.

Para ter uma idéia de algumas recomendações básicas, vejam esse vídeo extraído de um programa Auto-Esporte da Globo.

Dim lights Embed Embed this video on your site

Observe que pilotos experientes afirmam, e com razão, que as motos mais fáceis de pilotar são as motos trail, de uso misto. Posso atestar baseado em minha própria experiência que de fato as motos trail são as mais fáceis de pilotar. No próprio vídeo isso é ressaltado e facilmente demonstrado quando o piloto conduz uma moto de 660cc como se fora uma bicicleta, de tão fácil que é manobrá-la.

Logo em seguida vem as onipresentes 125cc. Essa categoria não faz tanto sucesso a toa. Sua versatilidade e agilidade podem ser um diferencial enorme para se sobreviver na selva de concreto das cidades.

A técnica básica para fazer curvas seria a seguinte : 

 

  1. Planeje a curva com antecedência. Se o percurso for conhecido, se a curva você já conhece, planeje a velocidade de entrada da curva, a velocidade do miolo da curva e o momento em que você vai voltar a acelerar. Tenha um "plano B" para a curva, caso um buraco ou obstáculo apareça no meio da curva. Mentalize uma área de escape para o caso de algum imprevisto. Ao mesmo tempo foque a sua concentração no trajeto que você quer seguir. Siga a máxima "não olhe para onde você não quer ir"
  2. Freie a moto antes de começar a incliná-la, em linha reta na entrada da curva. Reduza a velocidade e deixe a moto na marcha correta.
  3. Alivie o acelerador enquanto a curva for fechando, ou seja, você está seguindo para o miolo da curva, o ponto de tangência. A moto deve estar engrenada, em marcha e não embreada. Incline a moto a medida que vai fechando a curva.
  4. A partir do ponto de tangência, ou seja, o local na curva a partir do qual a curva volta a abrir, acelere levemente a moto e vá trazendo-a para a vertical novamente. É importante acelerar moderadamente para reequilibrar a motocicleta distribuindo mais igualmente o peso do conjunto moto+piloto entre a roda da frente e a de traz.

 

O vídeo fala de forma explícita que não é para frear em curvas. Mas e quando não tem outro jeito ? Essa é uma situação que é melhor que não aconteça portanto, todo esforço para evitá-la deve ser feito. A situação mais comum que justifica  frenagem em curva é quando entramos muito rápido numa curva e algum obstáculo a frente nos obriga a reduzir rapidamente de velocidade. Um carro muito lento na pista, um obstáculo parado (pedra, buraco, areia, etc) bem na trajetória da moto significa um choque na certa. Aí o jeito é frear. Em situação de emergência o melhor é colocar a moto na vertical, acionar os freios e a embreagem ao mesmo tempo. Observe que essa medida fará com que a moto saia pela tangente, portanto, leve em consideração esse risco de você sair da faixa ou até mesmo da pista/rua. Com a moto na vertical a frenagem vai evitar que a moto derrape e saia também pela tangente. Ou seja, frear com a moto inclinada ou frear com a moto na vertical significa que a moto vai, invariavelmente, sair pela tangente. A diferença é que ao frear a moto na vertical o piloto ainda tem uma chance de controlar a moto. Se ela está inclinada/deitada o mais provável é que sairá pela tangente do mesmo jeito só que derrapando e com o piloto ralando as peles no chão. Não é coisa a se desejar para quem quer que seja, portanto, tomem cuidado nas curvas.

Na questão da inclinação da moto, aceitam-se variantes de como se inclinar.  Aqui nesse vídeo de um curso de pilotagem da Honda, vemos as 3 técnicas básicas

Dim lights Embed Embed this video on your site

 

Última atualização em Dom, 01 de Novembro de 2009 04:25
 
 

Quem está online

Nós temos 27 visitantes online

Pesquisa